Casa Tupiniquim: fim de um ciclo e início de um novo projeto

No próximo dia 18 de dezembro, a Casa Tupiniquim realiza a sua última festa infantil dentro do formato que existe desde outubro de 2000. Nesse tempo, realizamos mais de 4 mil e 100 festas e recebemos na Casa quase 300 mil pessoas, a grande maioria crianças. Essa longa e feliz experiência de 16 anos dará espaço a um novo projeto.

No início, e durante um bom tempo, a Casa Tupiniquim remou solitária contra a corrente, abrindo espaço, entre os bufês, para outro tipo de vivência nas festa infantis, valorizando o encontro entre amigos e a brincadeira coletiva, sem interferência de brinquedos eletrônicos. Hoje são inúmeras as entidades e também empresas que se pautam pela defesa de uma infância pé no chão. As festas infantis encontraram espaço em praças e parques e claro, as sempre deliciosas festas em casa ganharam força. E isso é muito Tupiniquim, na sua essência.

Apesar de permanecermos firmes e em atividade nesse período de crise, e com uma procura constante pelo nosso serviço, entendemos que chegou a hora de renovar. Eram várias as possibilidades de renovação e mesmo de reinvenção. Escolhemos trilhar um novo caminho, o da música.

Esse é um projeto que vem sendo gestado desde agosto deste ano, no nosso espaço de festas para adultos, a Oca Tupiniquim. Trata-se da Oca Cultural COMIDA+MÚSICA, que realiza jantares somando música de qualidade e saborosa gastronomia.

A nossa casa da Rua Fidalga, 360, que abriga hoje a Casa Tupiniquim, passará por uma reforma e será estruturada para receber a Oca Cultural. Com palco, iluminação e sistema de som de primeira qualidade, vamos nos preparar para receber talentosos artistas. Capricharemos na acolhida de todos com música da melhor qualidade e com um cardápio de comidas e bebidas inspirado na culinária brasileira. A nossa cidade merece mais espaços destinados à cultura e nós faremos de tudo para que esse novo projeto, nascido no coração da Vila Madalena, contribua para isso. Além da nossa equipe da Casa Tupiniquim, estão envolvidos com a Oca Cultural as produtoras Jeanne de Castro e Eni Cunha e os músicos Arismar do Espírito Santo e Fábio Tagliaferri.

Embora o foco sejam shows para adultos, as crianças terão o seu espaço garantido. Aos domingos, abriremos para o almoço com um cardápio especial para os pequenos e muita música bonita. Não só aquelas que dialogam direto com o público infantil, mas faremos também encontros com instrumentistas de música clássica, popular e cantores que tenham sensibilidade para shows e convivência com crianças.

De segunda a quarta, o dia todo, e aos sábados, até às 16h, será possível realizar eventos fechados e festas, inclusive infantis, onde as brincadeiras poderão dividir espaço com a música.

Teremos uma variada programação que incluirá, além da música, diversas outras manifestações culturais. Em breve divulgaremos mais informações sobre a Oca Cultural, que será inaugurada em março de 2017.

Temos muito orgulho da história da Casa Tupiniquim e somos imensamente gratas a todos os amigos e clientes e fornecedores que nos ajudaram nesse caminho. Que a Oca Cultural consiga alcançar o brilho que tanto tempo iluminou a Casa Tupiniquim.

Angela Soares, proprietária da Casa Tupiniquim